[Resenha] Procura-se um Marido - Carina Rissi

1/04/2014


Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou. Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.
'' Oh Deus! Mari estava certa!
Eu o amava! Desesperadamente! Estava completamente apaixonada por meu marido.
Que merda! ''

******
Moços e moças! Primeiro dia 4 de 2014 chegou e com ele a primeira resenha do ano ^^ . Na verdade eu li este livro no finalzinho de 2013 mesmo , mas como ainda não tinha comentado sobre ele aqui e é a primeira resenha , resolvi trazer um dos livros nacionais que mais gostei.

Sinopse fazendo jus a causa! Carina me prendeu até a última sílaba.
Depois de conhecer o universo de Sofia em Perdida , eu estava completamente louca pelo outro livro da Carina Rissi , Procura-se um Marido . O preço sempre que eu olhava subia e quando eu tinha dinheiro e ia para livraria comprar , imaginem minha sorte! NÃO TINHA! Era como se eu tivesse travando um verdadeiro drama pelo livro e enfim chegou natal e eu também não o ganhei :( . Minha alternativa foi lê-lo em e-book mesmo, mas depois que li não vejo a hora de tê-lo em minhas mãos .
Alicia Moraes de Bragança e Lima é uma protagonista exemplar! Meio louca , gosta de sair pelo mundo e de uma boa balada á noite , determinada e como a própria sinopse diz : inconsequente . Ela vive com o seu avô  desde que seus pais morreram, e tem que aguentar o senhor Narciso com seus sermões de ela ser uma '' aventurante '' e baladeira , para ele Alicia precisava arrumar alguém que colocasse juízo em sua cabeça . O que significava : um marido.
Só que Alicia ( ou Lili , como sua melhor amiga chama ) meio que '' foge '' de maridos , ela não se vê casada de jeito nenhum e sempre acha que aqueles sermões do avô nunca vão ser cumpridos . O que ela não espera, é que ele estava muito doente e de repente ela se vê na frente do advogado, enquanto ouve um testamento . Ela precisa se casar e pelo menos permanecer um ano com o marido ou sua herança vai permanecer nas mãos de seu tutor ( dito cujo advogado chato) que se muda de mala e cuia para a mansão .


"...trabalhar ainda parecia menos aterrorizante que casar. Não muito melhor, mas ainda assim..."

Além desse '' probleminha '' com a herança, para conseguir dinheiro seu avô deixou um emprego de assistente de secretária , que consistia : em passar horas na minúscula e apelidada de '' inferno '' , sala da copiadora , trombar em um cara lindo e extremamente mal educado .Ser ignorada por todos e ser vista como a filha mimada do falecido dono da empresa, que por ela ser muito sem noção a excluiu da herança.
Vista em uma enrascada , a oportunidade de Alícia é colocar um anúncio no jornal, á procura de um marido de aluguel que a ajudasse a conseguir o resto da herança .
Nossa protagonista acaba se casando com Max ( o cara lindo e extremamente mal educado ), a qual os dois fazem um acordo de ele conseguir uma promoção na empresa e ela a herança tanto sonhada . O que os dois não imaginavam era que , é claro , iriam se apaixonar.

‘’não foi isso o que eu quis dizer, mas vamos ser honestos, Max. Em condições normais, eu não casaria com você nem que você fosse o último homem sobre a terra. E você nunca sonharia em ter justamente a mim como sua mulher.
p. 101’’
Então , depois de dar esse pequeno resumo eu falo do livro. Carina Rissi sempre nos vicia em suas estórias , isso já se tornou meio que um fato desde que li Perdida .A trama de Alícia é engraçada, romântica , uma leitura leve e que nós faz apaixonar . Adorei sua narração em primeira pessoa e a forma divertida em que o tema é tratado.

 Protagonista... 

Alicia é uma das personagens mais engraçadas que eu já encontrei no universo dos livros. Adorei a forma dela se expressar e como ela era confusa em relação aos seus sentimentos , mas mesmo assim uma garota extraordinária.  A adoro, isso é certeza .O único defeito foi uma coisinha que já se tornou meio que clichê no final , tipo aquela coisa de dá uma de corajosa e se separar para proteger aquele que ama .Inclusive, isso nunca dá certo rs.

 Mocinho...

Oh, Max! Meu querido Max, como você pode ser tão Maximus ?! haha , tem alguns defeitinhos ? tem, mas no resto é a perfeição em personagem ficcional , ele é aquela pessoa que põe juízo na cabeça da Alícia . É lindo , os dois protagonistas , tanto a Alicia ( apesar de que esta usa mais ) tanto ele gostam de uma boa ironia e do nosso amado sarcasmo e que tornam os personagens tão '' suspirantes '' hoje em dia . Acho ele um pouquinho precipitado , mas no resto é um mocinho maravilhoso.
Eu amei esse quote, e mesmo ele sendo gigante escrevi para vocês , porque é o que o define :
'' Olhei para o grande relógio do refeitório e notei que o do meu avô estava quinze minutos adiantado.  Por isso ele nunca se atrasava! Eu ri, colocando a peça fria no pulso. Quando levantei a cabeça, encontrei os olhos do camarada mal-educado em meu rosto _ eu precisava parar de me referir a ele desta forma; camarada havia saído de moda fazia pelo menos uma década! O problema era que sua aparência não ajudava. Apesar do terno alinhado e da postura séria, definitivamente havia algo de selvagem em seus olhos, para não mencionar os cabelos, mais longos do que homens de negócios costumavam usar. Algo nele me fazia pensar em fugas alucinantes e buggee jumping. Encarei-o  por um instante, me recusando a desviar o olhar. Senti um pequeno tremor subir pela coluna. O modo como ele me observava, mesmo a distância, era intrusivo , parecia me deixar em evidência, como se um holofote tivesse apontado para mim. Como se ele pudesse me ver por dentro. Ver minha alma. ''

  Trama...


Confesso : A base eu já tinha ouvido falar em algum lugar, acho que um filme talvez . Mas o que eu mais gostei mesmo é o modo de expressando dos personagens , pra quem ler as minhas resenhas , sabe muito bem o quanto eu falo quando sinto que aquela autora soube '' expressar o sentimento '' , já li muitos livros : aqueles '' água com açúcar '', os completamente superficiais , e o que a mocinha se apaixona pelo mocinho em um dia, acontece alguma coisa para interromper a relação , mas enfim eles ficam juntos no final. Clichê demais, não acham ?
De Procura-se um Marido , gostei de tudo! Principalmente o amor da Alicia pelo avô , que em um parte engraçada pelo modo como ela se expressa e fofinha ,imaginem que desde que seus pais morreram quando você era pequena , só uma pessoa cuidou de você e a Alicia meio que não gosta de morte , então se o avô dela de repente a deixa assim repentinamente , acho que só sei quem já sentiu pode explicar as emoções disso . Então ela fica com raiva pois o avô que mesmo dando sermão sempre ria no final e amava tanto , não poderia colocar ela para casar assim daquele jeito .
"Eu era pequena demais e não entendia bem o significado da morte, que nunca mais veria meus pais. O vovô me levou pra morar com ele na mansão e fez tudo que pôde para que eu fosse feliz. Ele já era viúvo na época. Tivemos dias bem ruins, como nas datas comemorativas, meu aniversário, Natal... Na semana do Dia das Mães, eu inventava uma história pra não ir para o colégio. Fazia o mesmo drama no Dia dos Pais. É claro que o vovô sabia que eu estava mentindo quando dizia que tinha pegado um tipo de malária sueca que impossibilitava meu cérebro de aprender coisas novas, e a única forma de me curar era ficar em casa e tomar muito sorvete, mas ele nunca disse nada. Sempre trazia potes e mais potes de sorvete e comia comigo, dizendo que era pra se prevenir da doença."
A Carina foi uma ótima autora e Max apareceu para mesmo dá um rumo para a vida dela . Achei isso tudo, mesmo a história sendo triste , maravilhoso . Se eu posso dizer alguma coisa agora é : Vão ler que não tem arrependimento!

''E pensar que a felicidade estava num anúncio de jornal...''
Muitos quotes! Mas, é porque o livro é muito bom!
Pra quem percebeu aconteceu alguns imprevistos esse final de semana e como a vida não é perfeita , nossa pipoca semanal vai ter que ficar pra segunda!
Próxima resenha é da continuação de Hush Hush , Silêncio!

Beijão!
Lí 

13 comentários:

  1. Olá, indiquei o seu blog na tag/selo “Liebster Award”, espero que goste.
    http://devoradoresdepags.blogspot.com.br/2014/01/selo-liebster-award.html

    ResponderExcluir
  2. Eu amo esse Livro <3 É um favorito!!!
    Li esse livro duas vezes no ano passado, e pretendo ler muitas vezes mais. Esse livro além de ser uma leitura que além de te prender é muito divertida, Eu ri muito com a Alicia =))
    A Carina Rissi Arrasa!!!
    Ótima Resenha!
    Beijos!!!
    aculpaedosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá!!!

    Indiquei vc no selo: Liebster Award, espero que goste!

    http://rcassiaslima.blogspot.com.br/2014/01/selo-liebster-award.html

    ResponderExcluir
  4. Simplesmente ADOREI a capa desse livro!!!
    Acho que não leria, pelo tipo de leitura que é, mas mesmo assim adorei a sua resenha!
    Sucesso no blog!
    Beijos
    Gio - Clube das 6
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu me interessei demais pelo livro depois que li sua resenha. Já tinha visto antes, mas a estória me cativou mais ainda agora!! o meu problema é que tenho uma lista enorme de livros para ler, não sei se conseguiria ler ainda esse ano, mas vou tentar! Amei o enredo!!

    Beijinhos
    blog-belavida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Lih, tudo bem?

    Acredita que nunca li nenhum livro da Carina Ricci? Sou doida pra conhecer os livros dela. Imagino mesmo que os livros dela tenham uma leitura bem romântica e divertida.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ainda tenho um pouco de receio de ler os livros da autora, pois já vi umas críticas que me fizeram re-pensar. Mas que sabe, eu não mude de ideia.

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Lí! Nunca li um livro da Carina Rissi, mas achei o enredo bem interessante , vou adicionar ela na minha listinha!
    Você deixou uma mensagem la no blog perguntando se aceitamos parcerias e sim, aceitamos.
    Se quiser combinar alguma coisa, pode me enviar um e-mail para edmilla2.0@gmail.com
    ok?
    Beijinhos, flor!
    Espero contato ;)
    Ah, talvez essa semana o blog esteja fora do ar para instalar o layout novo, mas voltamos logo!
    http://wonderlandmundodoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Amo os livros da Carina Rissi. ^^

    Meninas indiquei vocês a mais uma tag.
    http://amolivrosdeverdade.blogspot.com.br/2014/01/4-tag-6-on-6.html

    ResponderExcluir
  10. Hey e aí? te indiquei para um selo http://domingopassado.blogspot.com.br/2014/01/selo-liebster-award.html :D

    ResponderExcluir
  11. A capa do livro me chamou a atenção para ler, mas eu nunca tinha lido ninguém falar sobre ele... Até agora. XD

    http://itsvintagedream.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu quero muito ler esse livro, a cada resenha que leio fico mais curiosa pela leitura, gostei da resenha.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Tanta gente fala bem dos livros da Carina Rissi que não vejo a hora de ler algum. Os livros parecem ser super divertidos e com personagens bem construídos. Amei sua resenha.

    Beijos!

    hashtagcultural.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para a gente!
Deixe seu blog para que possamos retribuir a visita =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...